Programa Municipal de DST/Aids conquista prêmio pela qualidade dos serviços prestados

Secretaria de Saúde

12 de abril de 2019
Acessibilidade
Secretário Francisco Bezerra recebeu a equipe do Programa Municipal de DST/Aids (foto: Divulgação/PMMC)

Mogi das Cruzes recebeu, na última semana, o 5º Prêmio Brenda Lee em reconhecimento às ações de enfrentamento do HIV/Aids no Estado de São Paulo. A premiação é resultado da qualidade dos serviços prestados pelo Programa Municipal de DST/Aids da Secretaria Municipal de Saúde, que ao longo dos anos vem se destacando pelo trabalho preventivo, educativo e atuante no município.

Neste domingo (14/04), por exemplo, a equipe estará no evento da Pré-Parada LGBTI com ações de prevenção realizadas em parceria com a ONG Barong. A unidade móvel da ONG ficará estacionada no Largo do Carmo, das 15 às 22 horas, e, entre as atividades programadas está uma palestra da enfermeira Rosana Meissner, do Programa Municipal de DST/Aids, sobre Prevenção Combinada, no Theatro Vasques. Outros serviços serão testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatite C, distribuição de insumos de prevenção e material educativo.

O Programa Municipal de DST/Aids trabalha para reduzir a vulnerabilidade da população em adquirir doenças sexualmente transmissíveis e HIV/Aids, além de melhorar a qualidade de vida dos portadores do vírus. Promove ações de prevenção, diagnóstico e tratamento por meio do Centro de Testagem e Aconselhamento e mantém o Serviço de Atendimento Especializado (SAE), com acompanhamento médico para crianças (filhos de mães soro positivas), adolescentes e adultos, inclusive gestantes, portadores do HIV.

Prêmio

O Prêmio Brenda Lee é concedido pelo Programa Estadual DST/Aids-SP aos municípios que cumprem a maior parte dos seis indicadores propostos: Taxa de Mortalidade por Aids menor ou igual ao estado de São Paulo; Taxa de incidência de Aids menor ou igual ao estado de São Paulo; Diagnóstico tardio de HIV; Taxa de cura de tuberculose em PVAH (Pessoa Vivendo com Aids/HIV) maior ou igual ao estado de São Paulo; Razão de cura de tuberculose e número de casos de Aids maior ou igual ao estado de São Paulo e, Queda de TB em 10 anos e sustentada nos últimos três anos. Mogi das Cruze alcançou os quatro primeiros.