Mogianos aprovam serviços do Cras de Cezar de Souza, mas desconhecem Carta de Serviços

Secretaria de Gabinete

20 de março de 2017
Acessibilidade

Os mogianos aprovam os serviços oferecidos pelo Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de Cezar de Souza, mas não utilizam a Carta de Serviços para fazer as solicitações. Essas foram as principais conclusões da pesquisa realizada pela Ouvidoria Móvel na unidade entre os dias 6 e 10 de março.

O Cras de Cezar de Souza atende o Jardim Bela Vista, a Vila Nova Aparecida e Cezar de Souza, oferecendo atendimento e acesso a programas sociais. A pesquisa mostrou que 71,4% dos ouvidos atribuiu nota 9 e 10 ao Cras, com 23,2% dando nota 7 e 8 ao equipamento. Declararam-se satisfeitos com o atendimento na unidade 86 dos usuários, contra 14% que disseram não estar satisfeitos.

A pesquisa mostrou ainda que 82,1% dos entrevistados tiveram seu pedido resolvido, contra 17,9% que responderam não. Quando o quesito avaliado foi a agilidade, 62,5% disseram que o tempo de espera foi imediato, com 32,1% que esperaram até meia-hora e 5,4% que aguardaram até uma hora.

A questão que deve ser melhorada é o acesso à Carta de Serviços. A pesquisa mostrou que 92,9% dos entrevistados não conhece o sistema adotado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes desde o dia 31 de janeiro deste ano, que reúne 540 serviços no portal www.mogidascruzes.sp.gov.br. Apenas 7,1% sabem do funcionamento da Carta de Serviços.

O secretário municipal de Gabinete, José Luiz Freire de Almeida, responsável pela Ouvidoria Geral do Município, explica que a Ouvidoria Móvel tem como objetivo identificar os pontos positivos e negativos dos equipamentos públicos, buscando soluções para que a qualidade dos serviços seja cada vez melhor.

Desde que foi criada, no início deste ano, a Ouvidoria Móvel já esteve na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do Jardim Oropó e no Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) de Braz Cubas, além do Cras de Cezar de Souza. Outros equipamentos serão avaliados pelos cidadãos por meio deste tipo de pesquisa. (Marco Aurélio Sobreiro)