Fundo Social doa 500 kits de uniformes do projeto Costurando o Futuro para a Apae

Fundo Social

20 de maio de 2019
Acessibilidade

A presidente do Fundo Social de Mogi das Cruzes, Karin Melo, esteve na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) na manhã desta segunda-feira (20/05), para fazer a entrega de 500 kits de uniformes. As peças foram confeccionadas pelos alunos do curso Costurando o Futuro, que foi trazido à cidade no segundo semestre do ano passado, pelo Fundo Social de São Paulo.

Os kits foram confeccionados nos números 2, 4, 6, 8 e 10, sendo 100 de cada tamanho. Cada um deles contém um agasalho, uma calça, uma bermuda e duas camisetas de manga curta. De acordo com o presidente da Apae, João Montes, as peças serão muito úteis para os alunos que frequentam a entidade.

“Agradeço ao Fundo Social por mais uma vez dar essa atenção à Apae, mesmo em meio às tantas atividades que vocês desenvolvem. Esses uniformes vêm em ótima hora e certamente vão ajudar bastante, ainda mais nessa época, em que o frio se aproxima”, destacou.

Já Karin destacou que o objetivo é continuar ajudando, sempre que possível. “O Fundo Social está à disposição e, no que pudermos, vamos sempre ajudar. Esses uniformes resultam de um projeto que já foi finalizado, mas temos muitas outras ações em andamento”, pontuou.

A entrega dos kits de uniforme contou com a presença de Nádia Montes e da diretora escolar da Apae, Ana Paula Nogaroto Kanaan.

O projeto Costurando o Futuro capacitou alunos em técnicas de corte e costura industrial, mais serigrafia (estamparia), para confeccionarem uniformes. Para sua realização, o Fundo Social de São Paulo disponibilizou capacitação de monitores, repasse financeiro para aquisição de maquinário, insumos e aviamentos, além de bolsa-auxílio e auxílio-deslocamento para os participantes.

O projeto Costurando o Futuro faz parte do rol de cursos profissionalizantes gratuitos que são oferecidos pelo Fundo Social de Mogi, como diretriz prioritária de atuação. No ano passado, foram quase 1.500 pessoas formadas. Já em 2019, até o momento, já há cerca de 700 pessoas formadas em cursos diversos. (Lívia de Sá)