Operação Tapa-Buraco alcança índice recorde de 6.844 reparos asfálticos em janeiro

Secretaria de Serviços Urbanos

01 de fevereiro de 2019
Acessibilidade

As equipes de manutenção de asfalto, da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, fecharam o mês de janeiro com um total de 6.844 reparos executados, entre buracos tapados, recapes, locais que receberam fresa e outros trabalhos corretivos utilizando massa asfáltica. O número corresponde a um total de 29 dias trabalhados, que foi a carga exercida no primeiro mês de 2019.

Com isso, não só o total, como também a média diária de serviços executados, que chegou a 236/dia, supera os índices registrados nos últimos pelo menos 15 anos do Departamento de Conservação Urbana. “Em 17 anos que estou na Secretaria de Serviços Urbanos, nunca tínhamos conseguido atingir uma marca assim”, destaca o diretor do Departamento, Milton Freitas.

Em janeiro de 2018, as equipes trabalharam por 20 dias no total e executaram 1.915 reparos asfálticos, alcançando uma média de 96 buracos tapados por dia. De um ano para o outro, logo, o quantitativo quase quadruplicou. Já em janeiro de 2017, foram 2.289 reparos asfálticos executados em 15 dias trabalhados, com uma média de 153 reparos/dia. Ainda assim, um índice três vezes abaixo do alcançado em 2019.

O aumento pode ser atribuído a um reforço na atuação das equipes, adotado em função do período de chuvas, com destaque para os mutirões da Operação Tapa-Buraco, realizados ao longo de três finais de semana de janeiro.

Os dois primeiros atenderam 11 bairros da cidade cada e o último, realizado entre os dias 25 e 27 de janeiro, teve como foco Botujuru, em complemento a outros trabalhos de manutenção realizados de forma concentrada na região. Só no Botujuru, foram 11 equipes da Operação Tapa-Buraco empregadas, com empenho total de asfalto, totalizando 280 toneladas de material utilizadas.

Os mutirões tiveram como objetivo atender mais prontamente as demandas da população, diminuindo o número de Ouvidorias e manter as ruas da cidade nas melhores condições possíveis.

“O prefeito Marcus Melo determinou uma atenção especial à questão do asfalto nesse início de ano, que é um período mais complicado, em razão da ocorrência de chuvas e também pela própria característica do asfalto da cidade, que é antigo. Com isso, concentramos esforços e conseguimos atingir uma marca inédita num período de 30 dias”, destaca o secretário municipal de Serviços Urbanos, Dirceu Meira.

Além dos reparos diários, há frentes de asfaltamento e de recuperação viária abertas em diversos pontos da cidade, como Jardim Piatã, rua Rodésia, Vila Augusta e a força-tarefa do programa Asfalto Melhor. (Lívia de Sá)