Segunda etapa de vacinação contra a gripe começa nesta segunda-feira

Secretaria de Saúde

22 de abril de 2019
Acessibilidade

A segunda etapa de vacinação contra a gripe começou nesta segunda-feira (22/04) para novos grupos prioritários em todos os postos de saúde. A campanha, até 31 de maio, passa a abranger idosos (mais de 60 anos), profissionais da saúde, população indígena, professores da rede pública e privada e pacientes com doenças crônicas elencadas pelo Ministério da Saúde. A principal novidade foi a inclusão de policiais civis e militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começou no dia 10 de abril com a imunização de grávidas, crianças de seis meses a cinco anos e 11 meses, e puérperas, que podem continuar procurando as unidades de saúde para tomar a dose.

O 'Dia D' da vacinação para todos os públicos-alvo será no dia 4 de maio, mas Mogi das Cruzes realizará, uma antecipação do Dia D no próximo sábado, dia 27 de abril, com 14 postos volantes instalados em locais mais distantes, como Chácara Santo Ângelo, Varinhas, Parque São Martinho, Jardim Piatã e Barroso, em horários alternados. “Vamos realizar um pré Dia D para ampliar o acesso da população que vivem em locais mais distantes e garantir a proteção necessária para todos que precisam”, explica o secretário municipal de Saúde, Francisco Bezerra.

A campanha pretende reduzir a ocorrência da doença, as internações e mortes provocados pela Influenza nos grupos mais vulneráveis. Esses grupos têm maior risco de evolução da doença e suas complicações. A vacina previne a população-alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar.

Em Mogi das Cruzes, nos primeiros cinco dias da campanha, foram aplicadas 5.315 doses, o que corresponde a 5,72% de cobertura, em média, entre os grupos prioritários assistidos inicialmente. O grupo com maior índice de cobertura até o momento é de puérperas, com 280 doses aplicadas e 36,36% de cobertura. Na sequência estão as gestantes, 1.188 doses aplicadas e cobertura vacinal de 25,36%, e as crianças, com 3.847 doses correspondentes a 12,1%.