Plantio de árvores lembra o Dia em Memória às Vítimas de Trânsito em Mogi das Cruzes

Secretaria de Transportes

14 de novembro de 2018
Acessibilidade

O parque Botyra Camorim Gatti ganhou três novas árvores nesta quarta-feira (14/11), em uma ação em homenagem ao Dia em Memória às Vítimas de Trânsito. O plantio foi feito pelas Secretarias Municipais de Transporte e do Verde e Meio Ambiente, com a participação de alunos do CEIM Richer Romano Neto.

Foram plantadas mudas de Senna macranthera, popularmente conhecida como fedegoso, quaresmeira e aroeira salsa. As árvores são espécies nativas da Mata Atlântica. No estado de São Paulo, a celebração pela data é coordenada pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito.

“É sempre importante chamarmos a atenção para a necessidade do comportamento seguro no trânsito, que salva vidas. As árvores que estão sendo plantadas em no parque ajudarão a lembrar a todos as pessoas queridas que se foram em acidentes e também alertar pelo compromisso por um trânsito seguro, que deve ser de todos”, destacou o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida.

Após o plantio, os alunos do CEIM Richer Romano Neto participaram de atividades da Escola Mirim de Trânsito, que tem uma estrutura no parque Botyra Camorim Gatti. Nela, os estudantes recebem orientações práticas sobre segurança viária, em um circuito e com a utilização de equipamentos.

O secretário municipal de Transportes lembrou ainda que a partir do dia 21 de novembro a Escola Mirim de Trânsito passará a funcionar no parque Botyra das 8h30 às 10h, atendendo crianças de 4 a 10 anos. As escolas que quiserem agendar a participação de seus alunos na estrutura podem entrar em contato com a SMT, pelo telefone 4798-5122. Também é possível a participação avulsa e, neste caso, basta o pai ou responsável levar a criança até a Escola Mirim.

Segurança no trânsito

A Prefeitura de Mogi das Cruzes vem realizando uma série de ações integradas para promover a segurança no trânsito, dentro do programa Mogi pela Vida. No mês de setembro, durante a Semana Nacional do Trânsito, o município foi certificado como Cidade Laço Amarelo, pelo Observatório Nacional de Segurança Viária.

Entre as intervenções que estão sendo desenvolvidas está a implantação de 58 rampas de acessibilidade, 11 lombadas, 45 travessias de pedestre iluminadas, 5 cruzamentos semaforizados, 1 lombofaixa, 625 tachões, 4,5 mil tachinhas, 26 mil metros quadrados de sinalização horizontal e 110 novas placas. O trabalho é fruto de um convênio com o Detran/SP e está em andamento.

Também foi criado o Comitê Municipal de Segurança Viária, que  tem a missão de discutir ações e propor ideias para a melhoria da segurança viária, além de analisar o número de ocorrências registradas no território do município, principalmente com vítimas fatais, apontadas pelo sistema Infosiga. O grupo conta com a participação das Secretarias Municipais de Transportes, Segurança, Saúde, Educação, Planejamento e Urbanismo, Cure 192, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Detran, DER e Diretoria Regional de Ensino.

Outra ação é o Projeto Escola, de Educação para o Trânsito. O diferencial é que a iniciativa envolve alunos, profissionais dos estabelecimentos de ensino, a comunidade do entorno, representantes e lideranças do bairro. Além das atividades educacionais, a região atendida também recebe ações de engenharia e sinalização para melhoria da segurança, principalmente dos pedestres.

O primeiro núcleo atendido foi no distrito de Braz Cubas, envolvendo as escolas municipais Maria Aparecida de Faria e Maria Luiza Menezes da Fonseca e a escola estadual Cláudio Abrahão. Além das atividades nas unidades, a região também recebeu sinalização e uma lombofaixa na avenida Anchieta, na altura da avenida Conceição. O local é utilizado pelos alunos no caminho entre suas casas e as escolas.

A cidade também ganhou lombofaixas em frente às estações da CPTM Estudantes (rua Professor Álvaro Pavan) e Braz Cubas (avenida Anchieta), na rua Princesa Isabel de Bragança (na altura da Praça da Bandeira) e no Largo Prefeito Francisco Ribeiro Nogueira, que foi recentemente recapeado. (Luiz Maritan)