DAEE fará limpeza de trecho do Tietê para melhoria da qualidade da água captada pelo Semae

Serviço Municipal de Águas e Esgotos

23 de abril de 2018
Acessibilidade

O Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) fará, até o fim deste ano, um serviço de limpeza para retirada da vegetação aquática do rio Tietê, entre o ponto de bombeamento da Sabesp, em Biritiba Mirim, e a captação do Semae, no bairro Rio Acima, para melhoria das condições da água captada pela autarquia para abastecimento público de Mogi das Cruzes.

A decisão foi confirmada na manhã desta segunda-feira (23/04), durante reunião entre o superintendente do DAEE, Ricardo Borsari, e o diretor-geral do Semae, Paulo Beono Jr., em São Paulo, na sede do departamento responsável pela gestão dos recursos hídricos do Estado. O prazo até o fim do ano é uma estimativa.

Foi o segundo encontro entre a autarquia e o DAEE, em menos de 30 dias, para a busca de soluções para a queda da qualidade do rio, no trecho que antecede Mogi das Cruzes. Em 29 de março, o prefeito Marcus Melo havia solicitado apoio do órgão estadual para garantir condições adequadas para captação de água na cidade.

Além da limpeza de um trecho do Tietê, onde, nos últimos anos, vem ocorrendo uma proliferação de vegetação aquática que dificulta a operação, o prefeito e o diretor-geral do Semae também pediram o estreitamento do diálogo entre Município e Estado sobre o regime de operação das represas de Biritiba e Salesópolis, e autorização (outorga) para que a autarquia mogiana capte água na barragem de Taiaçupeba.

O DAEE sinalizou de forma positiva para este estreitamento e se comprometeu em promovê-lo, inclusive junto à Sabesp, que também capta água do Tietê, em Biritiba Mirim, para transferência das represas que formam o Sistema Produtor do Alto Tietê (Spat).

A outra solicitação, para captação na barragem, ainda segue em análise no DAEE.

O Semae e o DAEE discutem ainda uma parceria para contratação de estudos sobre a qualidade da água no ponto atual de captação do Semae, na Estação Pedra de Afiar, com recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro).

Também participou da reunião o vereador Antonio Lino da Silva. (Julio Nogueira)