Centro Municipal do Paradesporto tem aula inaugural da oficina de quebra-cabeças

Fundo Social de Solidariedade

11 de outubro de 2018
Acessibilidade

A presidente do Fundo Social de Solidariedade de Mogi das Cruzes, Karin Melo, esteve no Centro Municipal do Paradesporto na manhã desta quinta-feira (11/10), para o início da oficina de quebra-cabeças, que é a mais nova atividade do local. A novidade foi garantida por meio de uma ação solidária, que envolveu o Fundo Social e também o grupo BNI Prisma.

Em julho deste ano, o grupo de empresários promoveu uma apresentação artística no Theatro Vasques e doou toda a renda arrecadada com a bilheteria a três entidades, sendo o Fundo Social um dos contemplados. O cheque recebido em agosto deste ano foi inteiramente aplicado na compra de quebra-cabeças, já com a proposta de ampliar o rol de serviços e atividades educativas oferecidas no espaço.

Foram adquiridos no total 127 quebra-cabeças, que agora serão utilizados pelos atletas que treinam no espaço. O objetivo da oficina é estimular o desenvolvimento cognitivo, motor e também as práticas de socialização e compartilhamento.

“Me sinto muito em casa toda vez que venho aqui e gostaria de agradecer ao grupo BNI pela doação, pois só com a ajuda das pessoas conseguimos desenvolver nosso trabalho. O Centro do Paradesporto já recebeu outra oficina, o curso Mãos na Massa e vamos continuar trabalhando para trazer coisas novas para todos vocês”, destacou Karin.

O coordenador do espaço e bicampeão paralímpico de bocha adaptada, Dirceu José Pinto, deixou uma palavra de agradecimento. “Só temos a agradecer à Prefeitura e toda a ajuda que sempre recebemos. O Centro do Paradesporto é sinônimo de muita felicidade, especialmente para os pais dos atletas que frequentam nosso espaço, pois aqui eles vêem que seus filhos se sentem realizados”, pontuou.

O secretário municipal de Esporte e Lazer, Nilo Guimarães, também participou da aula inaugural da oficina de quebra-cabeças e desejou que a atividade seja proveitosa. “O Centro do Paradesporto é uma referência no trabalho de apoio aos paratletas e qualquer nova atividade trazida para cá vem a somar com esse projeto já tão reconhecido”, pontuou.

A ação de hoje representa a continuidade da parceria e apoio do Fundo Social de Solidariedade ao Centro Municipal do Paradesporto. Em março deste ano, os atletas do local já haviam sido contemplados com uma oficina educativa, promovida em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social.

Além disso, o equipamento recebeu neste ano, de forma inédita, o curso profissionalizante Mãos na Massa. Duas turmas, num total de 43 alunos, já se formaram e as cerimônias foram realizadas no próprio local.

Mais informações sobre o trabalho do Fundo Social podem ser obtidas pelo telefone 4798-5143. (Lívia de Sá)